FGV alcança a 9ª posição entre os Think Tanks do mundo

FGV alcança a 9ª posição entre os Think Tanks do mundo

No dia 26 de janeiro, foi divulgado o ranking elaborado pela Universidade da Pensilvânia, o Global Go To Think Tanks Rankings 2016, que coloca a Fundação Getulio Vargas na 9ª posição entre os Think Tanks do mundo.

Pelo oitavo ano consecutivo, a FGV manteve-se como o melhor Think Tank da América Latina e foi eleito o mais bem administrado do mundo. Desde a última avaliação, em 2015, a instituição subiu quatro posições, saindo do 13ª para o 9º lugar.

Das 23 categorias que é nominada, a instituição melhorou sua avaliação em 8. Dentre elas, Políticas Sociais (9º lugar) e Nova ideia ou paradigma desenvolvido por um Think Tank (10º).

Cientes da importância do título, o Grupo Conexão orgulha-se em compor o time da Fundação Getulio Vargas e elevar o nome da instituição a posições de destaque, além de auxiliar profissionais a desenvolver conhecimentos, trilhar carreiras e evoluir no mercado de trabalho.

O papel da graduação é fornecer ferramentas necessárias para que o aluno adquira uma base geral da profissão, mas o que de fato qualifica o profissional é a especialização. Cientes dessa importância, a Conexão FGV possui diversas especializações. Entre elas, podemos destacar: MBA em Gerenciamento de Projetos, Gestão Estratégica de Pessoas, Gestão de Negócios em Comércio Exterior, Gestão Empresarial, Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria. Além da Pós-graduação em Administração de Empresas.

A Conexão oferece também o já conhecido MBA Executivo Internacional, em parceria com a Universidade de Tampa, na Flórida. Esse curso acontece há mais de 10 anos e é exclusivo para alunos e ex-alunos dos cursos de MBA da FGV.

Sobre Think Tanks

Os Think Tanks são organizações que conduzem pesquisas independentes, produzem engajamento em temas cruciais e desenvolve soluções inovadoras para problemas em áreas como economia, tecnologia, políticas públicas e sociais, política externa, políticas estratégicas, políticas de negócios etc.

O papel desses centros é analisar políticas públicas, resolver seus impasses, encontrar soluções, além de promover o progresso do saber e debates junto à sociedade.

Deixe uma resposta