Por que os colaboradores não aprendem no treinamento corporativo?

Treinamento Corporativo: conheça os principais erros

Sempre que se fala em educação corporativa, não é difícil pensar em exemplos de empresas que já fizeram esse tipo de processo. Não à toa, o investimento em treinamentos desse tipo vem aumentando ano após ano. Em 2015, por exemplo, os EUA investiram 160 bilhões de dólares nesse segmento, em nível global, o valor aumenta para 350 bilhões. Mas então por que os funcionários continuam tendo dificuldade em manter o que é aprendido?

Um estudo promovido pela Carnegie Mellon University comprovou que uma das principais barreiras é o próprio modelo de gestão da empresa que, na maioria das vezes, torna complicado e até inviável a aplicação do que é aprendido. Isso faz com que o efeito desses treinamentos dure pouco tempo e os funcionários acabam retornando aos métodos e pontos de vista antigos.

Outro problema grave relacionado a essa questão, principalmente em empresas maiores, é a forma que os treinamentos são aplicados. É função da empresa facilitar o ambiente de aprendizado. Processos muito tradicionais podem se tornar cansativos e até custosos à organização. Além disso, mostram-se ineficientes para gerar interesse nos funcionários. A recomendação é que se invista em novos formatos de ensinamento, muitas vezes ligados à tecnologia.

No fim, é importante entender que o mundo atual é integrado à tecnologia e a grande maioria das pessoas sentem-se confortáveis com ela. A organicidade dessa relação favorece o engajamento e consequentemente o nível de aprendizado.

Um comentário

Deixe uma resposta