O comunicador organizacional

O mundo passa por grandes transformações e nestes tempos de mudanças a Comunicação evolui em ritmo frenético. Assim, mais do que nunca, necessitamos compreender como a Comunicação interage e propicia às pessoas e organizações novos caminhos, fundamentados em transparência e capacidade de empatia, para que as mensagens sejam recebidas, assimiladas e utilizadas em prol do bem comum.

A Comunicação é o aspecto chave da relação entre as pessoas. Em ambientes profissionais, é fundamental deixar claro o que você está querendo dizer e ouvir os outros com atenção para evitar desentendimentos. Os chamados “ruídos de comunicação” são responsáveis por boa parte dos problemas verificados nas organizações. Não é muito difícil ser um comunicador organizacional. Trata-se de desenvolver sua competência de comunicação interpessoal ao máximo para que ela o auxilie no cotidiano a dialogar e se expressar melhor com todos a sua volta. Neste artigo vou listar algumas dicas para que você possa se comunicar melhor na sua organização e também, na sua vida.

 

Seja claro

Defina os aspectos mais importantes da sua fala e não se prolongue muito com informações irrelevantes. Menos é mais, neste caso.

Estabeleça uma ordem cronológica

Comece um diálogo sempre pelo ponto mais importante do que você irá dizer. Isso facilita o entendimento do assunto por parte do seu interlocutor e propicia uma sequência lógica para a conversa.

Preste atenção nos outros

Fique atento em seu ouvinte e em suas preocupações. Por exemplo: se o seu colega de trabalho liga mais para retornos em um investimento, fale mais sobre esse assunto com ele.

Postura é essencial

Seja meticuloso no momento da comunicação. A expressão corporal é fundamental na comunicação sem palavras. Olhe a outra pessoa nos olhos e não mexa no seu celular ao mesmo tempo, são algumas ações importantes para manter o diálogo aberto e sem interferências.

Se você não pode dizer algo bom, não diga nada

Não fale mal dos seus colegas pelas costas. Isso te deixa marcado como alguém fofoqueiro e não confiável.

Não enrole

Se uma mensagem ruim precisa ser comunicada, não fique enrolando. Apenas fale. Nada de usar a velha história do “gato subiu no telhado”.

Não seja do contra sempre

Se você discorda do seu chefe, por exemplo, não diga isso diretamente. Tente transformar isso em um questionamento. Este comportamento assertivo evita que você crie uma imagem de pessoa radical e pessimista.

Dê más notícias pessoalmente

Pode ser tentador enviar uma mensagem online se ela for ruim, mas sempre é melhor dizer cara a cara, por mais doloroso que possa ser.

 

A comunicação é vital para a convivência humana sadia. Nas organizações não é diferente. Ser um bom comunicador exige treinamento, persistência e clareza.

“Entre duas palavras, escolha sempre a mais simples. Entre duas palavras simples, escolha sempre a mais curta”. (Paul Valéry)

 

Jorge Luiz Conde é Professor Universitário e Consultor Organizacional.

Deixe uma resposta